Maps and Metrics

Empresa Familiar


65% das empresas familiares que chegam à terceira geração, acabam desaparecendo devido a conflito entre os sócios.

 

Acrescente complexidade do ambiente de negócio, a velocidade das mudanças e a globalização tem levado os empresários a melhorarem cada vez mais o sistema de gestão de suas organizações e inúmeros conceitos e metodologias tem sido incorporadas e começam a fazer parte do dia a dia da vida organizacional.

As empresas tem tido grande sucesso nesta empreitada.

Mas, não basta cuidar da melhoria da gestão é preciso também cuidar da propriedade do negócio e da gestão da família ou famílias, pois estes componentes quando negligenciados podem trazer enormes prejuízos às organizações e seus acionistas.

Ao pensarmos em gestão logo vem a mente: missão, visão, estratégia, metas, projetos, orçamentos, sistema de informação, remuneração, avaliações, etc.

Ao pensar na gestão da família é preciso pensar em questões como: conselho de família, critérios de entrada e de saída de membros da família na empresa, treinamento dos membros da família, distinção entre remuneração do trabalho e remuneração do capital, uso dos ativos da empresa pelos familiares, etc.

Ao pensar na propriedade é necessário se preocupar com: acordo de acionistas, conselho de administração ou consultivo, auditoria externa e interna, melhoria dos sistemas de controle, conflitos de interesses, como prestar contas aos acionistas, etc.

O ideal é que estes três sistemas estejam em equilíbrio, o que é muito difícil, pois tendem a evoluir em ritmos diferentes.

Embora muita vezes criticada e estigmatizada, pesquisas recentes, tem  mostrado que as empresas familiares são melhor geridas, que as empresas de capital difuso, a questão é, o que é preciso fazer para se atingir este nível de excelência.

 

MOD_BREADCRUMBS_HEREHome Serviços Empresa Familiar